Às vésperas de novo Flamengo x Vasco, herói da final do Carioca de 2004 relembra: “Marcou minha vida” - FLA NEWS

Breaking

FLA  NEWS

As notícias do Mengão você encontra aqui

Atlético-PR X Flamengo

Publicidade

Enquete da Semana: Deixe o seu Voto

Às vésperas de novo Flamengo x Vasco, herói da final do Carioca de 2004 relembra: “Marcou minha vida”

O Flamengo tem uma galeria de heróis inesperados ao longo de toda sua história. No dia 18 de abril de 2004, há 15 anos, pôde se ver mais um capítulo disso. Jean, que tinha apenas 22 anos e era cria da categoria de base do Fla, decidiu um clássico cheio de rivalidades. O jogador marcou três gols no segundo jogo da final daquele ano, sendo o único a fazer isso em uma decisão entre o Rubro-Negro e o Vasco.
No confronto de ida, o Flamengo havia vencido o rival por 2 a 1 – gols de Rafael Pereira e Fabiano Eller. Após muitas provocações, as equipes se enfrentaram novamente no dia 18 de abril, com quase 80 mil pessoas no Maracanã. O Vasco abriu o placar com Valdir Bigode logo aos dois minutos de jogo. Mas foi aí que a estrela de Jean começou a brilhar. Oportunista, o camisa 9 aproveitou todas as chances que teve no segundo tempo e guardou três nas redes do goleiro Fábio, que hoje é ídolo do Cruzeiro.
— Foi o jogo que marcou a minha vida. Se eu não me engano, sou o único jogador a marcar três gols num Flamengo e Vasco numa final até hoje. Muitos jogadores já jogaram, como Romário, Edmundo, Sávio, e não conseguiram esse feito. E eu consegui com mais de 80 mil pessoas no Maracanã. Um jogo que ficou marcado e marca até hoje -, conta, em entrevista ao Globoesporte.com.

Jean, que tem 37 anos de idade e está atualmente sem clube, foi revelado na categoria de base do Flamengo. O jogador deixou o Rubro-Negro em 2005, para rodar no futebol nacional e até internacional. Com passagens pelo Corinthians, Santos, Fluminense, o próprio Vasco, além do Saturn, da Rússia, e do Al Sharjah, dos Emirados Árabes, ele foi homenageado no último dia 24 de março pela diretoria do Mais Querido, na vitória do Fla por 3 a 2 sobre o Fluminense.
— Onde eu passo, em restaurante, nos jogos, as pessoas me lembram. Fui homenageado num Flamengo e Fluminense no mês do meu aniversário e pude ser lembrado pelo presidente Landim. Fui homenageado com uma camisa no Maracanã. Pude assistir ao Fla-Flu, e os os torcedores ainda lembraram, falaram que eu ainda posso jogar. Fico muito grato por tudo isso, por ter esse reconhecimento, tanto no estádio como na rua. -, disse o atacante.
Jean vestiu a camisa do Flamengo em 114 partidas e marcou 24 gols. Foi o clube em que ele mais atuou e mais fez gols. Pelo Vasco, o atacante jogou em 53 oportunidades e balançou as redes 11 vezes. Porém, o atleta não tem um lado favorito para torcer no próximo domingo (21), quando Fla e Vasco voltam a decidir o Campeonato Carioca no Maracanã – na ida, o Rubro-Negro venceu por 2 a 0, com dois de Bruno Henrique, que, por pouco, não igualou o feito de Jean, já que teve um gol mal anulado.
— Eu vou ficar em cima do muro. Tenho um carinho grande pelas duas equipes. O Flamengo foi onde eu comecei com 10 anos, tenho um carinho especial. Foram 15 anos de Flamengo. Foi ali onde tudo começou. Tenho um carinho grande pela instituição, pela torcida até hoje. Mas eu respeito muito o Vasco também. No momento mais difícil da minha carreira, eles abriram as portas para eu voltar quando eu estava na Rússia. Lógico que o Flamengo abriu uma grande vantagem, mas tudo pode acontecer num Flamengo e Vasco -, finalizou.
Flamengo e Vasco é um clássico cheio de rivalidade, que às vezes ultrapassa as quatro linhas. Não à toa, quase 40 mil ingressos já foram vendidos de forma antecipada. O jogo, que será disputado no estádio do Maracanã, vai ter início às 16h (horário de Brasília). Para ser campeão, basta o Rubro-Negro não perder por mais de um gol de diferença.

Fonte: Coluna do Fla

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Publicidade